Curral das Éguas e Gogó da Ema são as grandes campeãs da Taça das Favelas

O estádio de Moça Bonita viveu dia agitado e emocionante, no sábado, dia 27
de julho

Ronald, Adriana, Mão, Jeferson, Daniele. Protagonistas de um dia histórico
que, seja o que eles forem fazer em seus futuros, sempre se lembrarão dele
pelos restos de suas vidas. Dia 27 de julho. Finais da Taça das Favelas Rio
2019, que consagraram Curral das Éguas, de Realengo, e Gogó da Ema, de
Belford Roxo, como campeãs do torneio organizado pela Central Única das
Favelas e produzido pela InFavela.

Filas enormes do lado de fora para entrar no estádio de Moça Bonita, assunto
mais comentado do Twitter, quebra de recorde de audiência no horário da
Globo e contratação do melhor jogador do campeonato pelo Flamengo, anunciada
dentro do gramado. Foram cenas que marcaram o último ato da final do
espetáculo, que foi a oitava edição carioca do maior campeonato de futebol
entre favelas do mundo. Com direito a disputa de pênaltis e cachorro em
campo.

O Curral das Éguas entrou em campo para decidir o título contra o Corte
Oito, de Duque de Caxias, e não tomou conhecimento da bicampeã da Taça,
abrindo o placar com Adriana Imperatriz, sempre ela, oito vezes ela, no
primeiro tempo. Com passe de Adriana, o Curral chegou ao segundo gol com
Daniele, na segunda etapa, fechando o contagem do primeiro jogo do dia e
garantindo a festa da favela da Zona Oeste.

“Fiz um gol e dei uma assistência. Não consigo acreditar, só agradecer a
esse grupo de meninas maravilhosas”, comemorou Adriana, melhor jogadora e
artilheira da Taça das Favelas, com oito gols.

A partida que decidiu o título da categoria masculina, com transmissão do
Sportv e da Globo, entre o Gogó da Ema e Patativas de Campo Grande, parecia
que ia ficar se fácil para a equipe de Belford Roxo que fez 1 a 0 logo de
cara, com o zagueiro Roger.

Logo em seguida, Ronald ampliou em bela tabela. O jovem foi artilheiro e
craque da competição, e recebeu o anúncio que foi contratado pelo Flamengo
ainda no campo, ao vivo no Sportv.

O Patativas não se abateu e diminuiu o placar com Halysson, com falha do
goleiro Mão, para quem o destino reservava algo melhor em instantes. No
segundo tempo, a favela da Zona Oeste chegou ao empate, com gol de falta de
Jeferson, fazendo 2 a 2. Logo depois, teve um pênalti a seu favor e chance
de conseguir uma virada histórica. Diogo, craque do Patativas que passou a
semana em São Paulo treinando no Palmeiras, foi para a bola, mas Mão
defendeu, no começo da sua volta por cima.

Nos pênaltis, Mão ainda defendeu outras duas cobranças. A última de Djonata,
do Patativas, garantiu o título para a favela de Belford Roxo, fechando a
contagem em 5 a 4. O goleiro pôde dividir o protagonismo do título com o
herói Ronald.

“Falhei no primeiro gol deles, mas meu treinador Vinícius me deu força e
pude dar a volta por cima, da melhor forma. Agora é comemorar com amigos e
família”, disse Mão emocionado.

As duas campeãs saíram do estádio de Moça Bonita, no carro do Corpo de
Bombeiros, fizeram um desfile triunfal pelas ruas do Rio de Janeiro e
tiveram uma chegada dos sonhos em suas respectivas favelas.

Na próxima segunda-feira, dia 29 de julho, os campeões serão condecorados
pelo governador Wilson Witzel no Palácio da Guanabara, às 15h. E na terça,
dia 30, irão conhecer o Cristo Redentor, através da parceria da CUFA com a
Secretaria de Turismo.

As finais da Taça das Favelas Rio 2019 tiveram patrocínio do PicPay e da
Friboi, copatrocínio das Casas Bahia e do Box Mineiro, apoio de Euro Sports,
Vai Voando, Governo do Estado do Rio, Ministério da Saúde, Comunidade Door,
Doctare, Globo, Sportv, Mycujoo e Placar Esportivo.

Confira os resultados das grandes finais:

Curral das Éguas 2 x 0 Corte Oito

Gogó da Ema 2 (5) x (4) 2 Patativas

Íris Cristina/CUFA

Gabriela Caffarena/CUFA

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*