Deputado do PSL recua após oposição apoiar convocação de Glenn Greenwald e Freixo cai na risada

Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi o autor original do requerimento | Foto: Divulgação

Durante sessão da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados realizada na tarde desta quarta-feira (12), o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou um requerimento para a convocação do jornalista Glenn Greenwald para prestar esclarecimentos sobre as conversas publicadas pelo site The Intercept Brasil entre o ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, e os procuradores da República que atuam no âmbito da Operação Lava Jato. Contudo, momentos mais tarde, o próprio Silveira mudou de ideia sobre o requerimento. O motivo? Os deputados da oposição presentes na comissão apoiaram a convocação.

O deputado Luís Miranda (DEM-DF) resumiu a confusão ao dizer que planejava votar a favor do requerimento, mas que “se a esquerda gostou, é porque é ruim”, passando então a defender a retirada. Miranda tentou justificar a retirada usando como base um argumento do deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) de que o pedido misturava vazamento irregular da conversa com a publicação feita pelo site. “Uma matéria não vaza irregularmente. Uma matéria é uma coisa, vazamento é outra. Tem que haver uma correção, porque, senão, nós estamos aqui cumprindo um papel de julgadores”, disse Freixo, ao que Miranda respondeu. “Vamos remover o requerimento, então, presidente, está prejudicado”.

Bastidores: a risada de Freixo

A deputada Perpétua Almeida, do PCdoB, ainda foi irônica e desse: “voto com meu ‘grande amigo’ Daniel Silveira”, apoiando o requerimento. Em seguida, ocorreu um movimento curioso: a bancada do PSL se arrependeu e tentou votar contra seu próprio requerimento. O deputado da base, Luis Miranda, que veio para a comissão votar a favor, mudou de ideia quando viu que a oposição estava de acordo com o pedido e não titubeou em se esclarecer: “Se o a esquerda gostou é porque é ruim”.

Foi quando o deputado Marcelo Freixo foi flagrado aos risos no momento, posteriormente debochando no Twitter: “Como eu me sinto quando as coisas ficam russas para a bancada da bala que tentou intimidar o jornalista  do . Eis a Operação Tabajara.”

Já dizia Tom Jobim: O Brasil não é para principiantes.

Posteriormente, o jornalista Glenn Greenwald entrou na onda e publicou um vídeo dizendo que aceitaria o convite a qualquer hora, e estranhando o cancelamento repentino.

 

Fonte: Sul 21 e DCM

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*