Primeira escola de inglês gratuita para negros está com inscrições abertas em SP

São Paulo – Com a missão de aumentar a diversidade dentro das empresas a partir dos processos seletivos, a 99jobs criou a primeira escola de inglês exclusiva para negros e focada no mercado de trabalho. De acordo com levantamento feito pela empresa de recrutamento com 55 empresas e envolvendo cerca de 400 mil candidaturas, a maior parte dos candidatos declarados negros são eliminados de processos de vagas por causa da nota no teste de inglês.
Até nos programas de estágio e trainee da HRtech, menos de 3% dos candidatos negros afirmaram ter inglês avançado ou fluente. Para melhorar a inclusão e aumentar a competitividade desse público, a
empresa criou uma academia gratuita com 35 vagas. E também serão oferecidos vale
transporte e lanches para os alunos. “Ao mesmo tempo em que as organizações buscam inclusão e diversidade em seus processos, não conseguem abrir mão do domínio mínimo do idioma na rotina dos
colaboradores. A escola surge com o intuito de diminuir essa distância entre os candidatos negros e as grandes empresas. A proposta é que eles aprendam a língua estrangeira juntos, se sentindo mais à vontade em um ambiente onde não se sintam excluídos e, depois que estiverem empoderados, consigam fazer parte e aprender em pé de igualdade com qualquer outro candidato nessa etapa do processo seletivo”, explica Du Migliano, CEO da 99jobs.

As aulas presenciais vão ocorrer a partir do dia 6 de janeiro até dia 6 de fevereiro, de segunda à quinta-feira e das 19h até as 22h. O curso intensivo ocorre no WeWork da Avenida Paulista, em São Paulo.
Para participar, é necessário que os candidatos possam estar presencialmente em São Paulo no período. O outro pré-requisito é ser um potencial candidato para programas de estágio e trainee, estando matriculado em qualquer curso de graduação.

Confira mais informações sobre a
inscrição aqui: http://www.99jobs.com/99jobs/jobs/67682?preview=true

Além de aprender a língua estrangeira, um diferencial do curso será a estrutura em módulos que discutem o empoderamento de negros na sociedade e mercado de trabalho. O professor será Bismark Kwaku Sarfo, que já deu aulas em empresas como o Hospital Albert Einstein e a Estação Hack do
Facebook. Para criar a escola, a 99Jobs teve apoio da Natura.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*