“Quem não deve, não treme”, diz Witzel, em recado a Bolsonaro, sobre caso Marielle

(Foto: Marcos Corrêa/PR | Alerj | Reprodução)

“Eu não manipulo a polícia do Rio de Janeiro. Esse sujeito, Jair Bolsonaro, está acusando um governador do estado a manipular a policia do seu estado. A policia no nosso estado é independente”, afirmou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, mandou um duro recado para o presidente Jair Bolsonaro, ao comentar as investigações sobre a morte da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.
“Eu não manipulo a polícia do Rio de Janeiro. Esse sujeito, Jair Bolsonaro, está acusando um governador do estado a manipular a policia do seu estado. A policia no nosso estado é independente. Eu não posso fazer o contrário, tentar manipular a policia para que certas pessoas não sejam investigadas. Quem não deve não treme”, disse ele.

Bolsonaro alega que Witzel tenta conectá-lo ao caso Marielle, por motivação política e seu ministro Sergio Moro luta para federalizar o caso, tirando-o da alçada da polícia do Rio de Janeiro.

Brasil 247

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*