Sob comando de Witzel Só na Cabecinha, polícia se torna responsável por 40% das mortes violentas do Rio

Reportagem de Ana Luiza Albuquerque na Folha de S.Paulo informa que agentes do Estado mataram 194 pessoas no Rio de Janeiro em julho, maior patamar desde 1998, quando o dado começou a ser contabilizado. Os números foram divulgados nesta quarta-feira (21) pelo ISP (Instituto de Segurança Pública).

Segundo a publicação, de janeiro a julho de 2019, 1.075 pessoas foram mortas pelo Estado, cerca de 20% a mais do que no mesmo período do ano passado. Na Região Metropolitana, as mortes por intervenção de agentes do Estado chegaram a 178 em julho, representando 41,5% do total de casos de letalidade violenta (429), que reúne todos os índices criminais que resultaram em morte.

A título de comparação, em janeiro de 1998, mês em que o índice foi implementado, a polícia matou 18 pessoas no estado do Rio. Os números vêm na esteira do discurso linha-dura e das operações policiais promovidas pelo governador Wilson Witzel (PSC), eleito sob a bandeira do endurecimento na segurança pública, completa a Folha.

Fonte: DCM

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*